Apologética Católica

Médicos da Espanha discutem o Sudário como sinal de Deus



O Lençol Santo e o Sudário de Oviedo, sinais de Deus para a sociedade da imagem - Primeira conferência de um ciclo organizado por Médicos Cristãos de Catalunha. Com a exposição da análise forense do Lençol Santo e do Santo Sudário, a cargo do doutor Santiago Ruiz, iniciou-se na tarde desta segunda-feira em Barcelona um ciclo de conferências organizado pela Federação de Médicos Cristãos de Catalunha para dar a conhecer a informação que aportam estes dois legados, partindo de um ponto de vista científico.

Entre os argumentos médico-forenses que ofereceu Ruiz, destaca o da constituição fisiológica forte de Jesus Cristo: Depois de analisar o lençol santo de Turim, se sabe que Cristo era um homem forte --explicou--, isso significa que agüentou e sofreu mais tempo antes de morrer.

O conferencista se referiu ao tratar este tema à teologia do corpo, que a Igreja está tratando especialmente ultimamente, através do magistério de João Paulo II: O homem é corpo e alma --recordou-- e por isso é importante conhecer também a maneira como a constituição fisiológica forte de Cristo agravou seu sofrimento.

Outras conclusões da análise forense do Lençol Santo e do Sudário de Oviedo que explicou o doutor Ruiz fazem referência à imagem de uma perfeita anatomia plasmada nos tecidos (desconhecida na Idade Média), a um golpe que Cristo recebeu no rosto, que lhe afetou seriamente a cartilagem do nariz, e ao tipo de sangue que aparece, de um grupo comum entre os judeus.

A análise forense confirma que se trata de uma mensagem extraordinária --concluiu o doutor durante a conferência--. O Lençol Santo e o Sudário são sinais de Deus para nossa sociedade da imagem.

Com a conferência de Santiago Ruiz, se iniciou um ciclo de quatro palestras sobre o sudário e o Lençol Santo, com as quais a Federação de Médicos Cristãos de Catalunha pretende dá-los a conhecer.

Segundo explicou à agência Veritas Simón Castellví, presidente executivo da federação, O Lençol Santo e o sudário de Oviedo são uma grande ajuda à piedade popular e, ainda que a Igreja não os tenha declarado relíquia até o momento, são algo portentoso.

Por isso, as conferências, que se celebram durante quatro segundas-feiras consecutivas, abordam aspectos forenses, psicólogos, espirituais e sociólogos da época das duas misteriosas imagens.

A Federação de médicos cristãos da Catalunha conta com mil e duzentos simpatizantes e pertence à internacional, junto com outras sessenta associações de médicos católicos de todo o mundo.


Fonte: ZENIT.org -VERITAS

Crie um site gratuito com o Yola.