Apologética Católica

Epitáfio de Abércio, Bispo de Hierápolis


              A inscrição a seguir é considerada, pelos estudiosos, como a mais importante da antiguidade cristã. Foi composta na Ásia Menor, no séc. II, por Abércio, bispo de Hierápolis, que relata, em forma figurada sua viagem a Roma e à Síria. Entre outras coisas, fala sobre a eucaristia ministrada sob as duas espécies de pão e vinho e pressupõe a prática da oração pelos mortos.

              A inscrição, gravada sobre pedra, foi descoberta em 1883 pelo arqueólogo protestante W.Ramsay, nas proximidades de Hierápolis (Frígia) e hoje se encontra no museu de Latrão.

             Cidadão de pátria ilustre. Construí este túmulo durante a vida, Para que meu corpo - num dia - pudesse repousar. Chamo-me Abércio: Sou discípulo de um Santo Pastor, Que apascenta seu rebanho de ovelhas, Por entre montes e planícies. Ele tem enormes olhos que tudo enxergam, Ensinou-me as Escrituras da Verdade e da Vida e enviou-me até Roma para vislumbrar sua soberana majestade e ver a Rainha com vestes e sandálias de ouro: Lá conheci um povo marcado com um sinal resplandecente.

            Também fui à planície da Síria e vi cidades - como Nísibe - para lá do [rio] Eufrates. Por toda parte encontrei irmãos e tive Paulo por companheiro. Por toda parte a fé me guiou e ela me serviu de alimento com um peixe de fonte, grande e puro, pescado por uma Santa Virgem, que o entregava a seus amigos. Ela possui um vinho delicioso e o serve misturado com pão. Eu, Abércio, ditei este texto e o fiz gravar na minha presença aos setenta e dois anos. O irmão que o ler por acaso Ore por Abércio. E ninguém erga outro túmulo sobre o meu, sob pena de multa: Duas mil peças de ouro para o fisco Romano e mil para Hierápolis, Minha pátria ilustre!

Crie um site gratuito com o Yola.