Apologética Católica


Catolicismo e Maçonaria

 


          Nossa missão não é atacar a moral, o caráter e nem a ética da pessoa maçom, mas unicamente pontos filosóficos que são dogmas de vida para os maçons e que estes mesmo dogmas são contrários aos ensinamentos doutrinários Católicos.

          Quando um candidato a maçom ingressa na maçonaria ele é obrigado a fazer este juramento:

         "Eu (cita o seu nome), juro e prometo, de minha livre vontade e por minha honra e pela minha fé, em presença do Grande Arquiteto do Universo e perante esta assembleia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar qualquer dos mistérios da maçonaria que me vão ser confiados, senão a um legítimo irmão ou em loja regularmente constituída; nunca os escrever, gravar, imprimir ou empregar outros meios pelos quais possa divulgá-los. Se violar este juramento, seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado e meu corpo enterrado na areia do mar, onde o fluxo e o refluxo das ondas me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrilégio para com Deus e desonrado para os homens, Amém".

          REFERÊNCIA: (Ritual do Simbolismo Aprendiz Maçom, 2ª edição - Rito Escocês Antigo e Aceito, julho de 1979, pp. 51,54).

 

          No primeiro grau da maçonaria o candidato admite que é profano, que está em trevas em busca de luz, pois a maçonaria afirma que todos os que não são maçons estão em trevas.

          Isso não pode ser aplicado a um Católico, pois o mesmo através do batismo é uma nova criatura em Cristo Jesus.

        Agora nos deteremos a pontos dogmáticos maçônicos que são inadmissíveis para um católico. Para isto, utilizaremos fontes maçônicas e colocaremos em contraste ao pensamento Católico.

              A BÍBLIA:

           “A bíblia para a maçonaria é apenas um livro sagrado, entre outros. A bíblia é uma metáfora da vontade divina” – REFERENCIA: Nogueira filho, “MAÇONARIA, RELIGIÃO E SIMBOLISMO”.

          Para a maçonaria tanto faz o Alcorão dos muçulmanos, o Gita dos hindus e etc. “É apenas um livro sagrado, entre outros”. 

             A Igreja Católica diverge desse pensamento e diz que a Bíblia é a Palavra de Deus escrita.

             DEUS:

           O conceito de Deus para a maçonaria é sincrético, conforme Albert Pike no livro “Moral e Dogma”, e não de um Deus pessoal, como nós Católicos acreditamos.

         Albert Pike é um dos mais renomados maçons. Poderíamos atribuir-lhe o epíteto de “Papa da maçonaria”, devido a sua tão grande influência.

            Albert Pike diz: “Deus não é um ser absoluto”. REFERÊNCIA: Décimo quarto grau – Moral e Dogmas – p. 223.

            Conforme o candidato maçom vai progredindo nos diversos níveis (graus) maçônicos, ele aprende um nome sincrético de Deus: JA-BUL-ON (JABULON).

            JA = refere-se ao Deus Javé / BUL = refere-se ao deus pagão Baal / ON = refere-se ao deus sol egípcio. Ou seja, existe um sincretismo no conceito de Deus.

             Para nós católicos, isso seria uma blasfêmia ao nome de Deus, sendo que seu nome estaria posto ao lado de dois deuses pagãos para ser adorado. Deuteronômio 6, 4: “O Senhor Deus é o único Senhor”.

             Respeitamos a crença daqueles que adoram estas divindades, mas enquanto Católicos convictos, não podemos aceitar!

           Em Isaias 43, 10 o próprio Deus deixa claríssimo que não aceita compartilhar o seu nome com o nome de outros deuses.

               Por tanto, fica claríssimo a divergência entre o Deus Católico e o Deus maçônico, sendo que para um, Deus, é um Deus Pessoal e zeloso, que não aprova outros deuses diante de si (Deus conforme o pensamento Católico); Enquanto o outro é um deus sincretista, que compartilha de várias “divindades”.

               JESUS:

             Albert Pike, mais uma vez em seu livro “Moral e Dogma, p. 541, explica o pensamento maçônico sobre Jesus: “Ousamos afirmar, aos sinceros cristãos, que Jesus de Nazaré, não foi nada mais do que um homem como nós. Sua estória é uma falsa personificação de uma lenda”.

         ISTO É INADMISSÍVEL PARA UM CATÓLICO! Jesus é verdadeiro DEUS e verdadeiro homem! Não obstante, os maçons trata a vida de Cristo como fantasia, uma estória! ISSO É UMA BLASFÊMIA PARA COM A PESSOA E VIDA DE CRISTO!

             Os maçons dizem que Jesus, Maomé, Buda e etc, são seres iluminados e são todos iguais. Ao chegar ao grau 33, o maçom torna-se como esses, “iluminados”.

              Vejam o erro gravíssimo e inadmissível PARA UM CATÓLICO!

            Outro grande maçom de renome, Manly P. Hall, grau 33, diz sobre Jesus: “O verdadeiro maçom não é limitado por credos. Ele percebe com a iluminação divina de sua Loja que, como um maçom, sua religião deve ser universal: Cristo, Buda ou Maomé, o nome pouco importa, pois ele reconhece só a luz e não o portador. Ele adora em todo santuário, dobra-se diante de cada altar, quer no templo, na mesquita ou na catedral, percebendo com sua compreensão mais genuína a unidade de toda a verdade espiritual”. REFERÊNCIA: Livro: As chaves perdidas da maçonaria, p. 65.

          A isto, dito por Manly, não precisamos argumentar, pois é escandaloso para um Católico consciente não reconhecer tamanha gravidade.

              É claríssimo que a maçonaria não aceita Jesus como Deus, sendo ele apenas um mestre da moralidade e eles não negam isso, basta que agora a pessoa que se diz Católico sair desse transe em que reina sua consciência.

               Nós católicos cremos que Jesus é Deus e que não há salvação em outro nome.

             Como então um Católico que se torna maçom, pode dá testemunho de cristão, sendo que para a maçonaria, Jesus não pode ser adorado e não é nada mais que um simples mestre?

               PERGUNTEM A UM MAÇOM SE O GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO PODE SER AO MESMO TEMPO JESUS CRISTO?! ISSO É INADMISSÍVEL PARA A MAÇONARIA. ENTÃO, PORQUE NÃO SERIA INADMISSÍVEL PARA NÓS, CATÓLICOS?!

             POR ISSO É QUE A SANTA IGREJA CONDENOU E CONTINUA CONDENANDO A MAÇONARIA, ATRAVÉS DO DOCUMENTO "DECLARAÇÃO SOBRE A MAÇONARIA", QUE PODE SER LIDO DIRETO DO SITE DO VATICANO. (link abaixo).

 

http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_19831126_declaration-masonic_po.html


Jaime Francisco é criador deste site. É Apologista Católico, Historiador, Estudioso da Igreja Primitiva e das doutrinas protestantes no Brasil e na América Latina. Publicou 04 obras em defesa da Fé Católica: "As diferenças entre Igreja Católica e Igrejas Protestantes" " Porque estes Protestantes tornaram - se Católicos"  " Lavagem Cerebral e Hipnose no meio Protestante"  e 150 Respostas Católicas aos 150 Ataques Protestantes. Maiores informações sobre os livros: www.respostascatolicas.webnode.com.br   Nestes últimos anos tem estudado profundamente sobre Psicologia e fenômenos  relacionados à demônologia
Crie um site gratuito com o Yola.