Apologética Católica

Argumentos Protestantes sobre a Cruz

Professor Carlos Ramalhete

   

           1) Se podemos cultuar o Cristo ressuscitado, porque cultuar o Cristo    morto?

Resposta – Porque ele morreu por nós. Nós esperamos ressuscitar com ele, mas não podemos nos esquecer que ele morreu por nós. Não se pode ressuscitar sem morrer, e isto é evidente.

      2)  A cruz demonstra o Cristo vencido ou o Cristo vitorioso?

Resposta – A Cruz mostra o Cristo vencendo, e mostra como vencer, pela Cruz. A Cruz é o caminho do Cristão. A ressurreição é a recompensa final, mas antes dela temos nossas Cruzes a carregar. Se refugarmos as nossas Cruzes, colocamo-nos entre aqueles que diziam “crucifiquem-no, crucifiquem-no!”.

                    3)  Cremos que é melhor cultuar ao Deus que venceu do que o Deus que morreu

RespostaParece que os Protestantes estão falando de dois Jesus diferentes. Um deles seria o Jesus da Cruz, um Jesus perdedor, de quem temos que ter vergonha. O outro Jesus Ressuscitado, motivo de júbilo. Ora, Jesus é um só. Ele só ressuscitou porque havia morrido na Cruz. A morte na Cruz foi o trabalho realizado, a ressurreição foi a recompensa.

                     4) Devemos estar cientes, sim, do seu sofrimento, para nos arrependermos e voltarmos ao caminho, que é ele mesmo. Aí não é mais necessário cultuar a um Deus morto, pois “Há festa no céu pelo pecador que se arrepende”.

Resposta – Que Deus morto? Jesus, o único Jesus, morreu e ressuscitou. Mas a sua vitória sobre o pecado não consiste em sua Ressurreição, mas sim em seu Sacrifício na Cruz. É pelos méritos da Cruz que podemos ter nossos pecados perdoados, é pelos méritos da Cruz que o mundo foi re-criado. O caminho do Cristão nesse mundo é a Cruz; apenas pela Cruz podemos aspirar à Ressurreição.

        5)  Não vamos ressuscitar com Cristo, pois ele já ressuscitou, vamos sim, ressuscitar para ele.

RespostaVamos ressuscitar por Cristo (por seus méritos e nossa aceitação de sua Graça), com Cristo ( já que estaremos finalmente em sua presença), em Cristo (já que nossa vida eterna é nele) e, porque não para ele?

        6) Vocês Católicos dizem que o Sacrifício da Missa é o mesmo Sacrifício feito por Cristo na Cruz; para que mais Sacrifício? Porque vocês vão à Igreja, para assistir Sacrifícios ou para manter comunhão com os Irmãos?

RespostasNão há mais Sacrifício, posto que é o mesmíssimo Sacrifício. Vamos à Igreja para oferecer Sacrifício, como iam os Judeus ao Templo. A diferença é que funciona, como escreveu S. Paulo aos Hebreus...Deste Sacrifício tomamos força para combater os pecados e por intermédio deste Sacrifício somos livrados das consequências temporais de nossos pecados. Do mesmo modo, ainda que indiretamente, pelos méritos do mesmo Sacrifício temos perdoadas ( na absolvição Sacerdotal) as consequências eternas de nossos pecados. A comunhão entre os irmãos ocorre indiretamente, por comerem todos da Carne e do Sangue de Nosso Senhor. Comunhão é uma coisa, bate papo e amizade são outra totalmente diferente.

Concluindo:

Toda a História da passagem de Jesus pelo mundo nos tem a ensinar, mas o momento mais importante dela é a Cruz. Jesus, quando está fisicamente presente entre nós (Eucaristia) é Jesus na Cruz. Jesus Ressuscitado, o Jesus Pascal, é a esperança que temos. Esperamos um dia estar junto dele, de sua Mãe e de todos os Santos. Mas nosso companheiro de caminhada, aquele que alimenta (Crisma, Eucaristia, Ordem, Matrimônio) e cura nossas feridas (Batismo, Eucaristia, Reconciliação), é Jesus na Cruz. Assim sendo, a Cruz se torna também símbolo de Esperança.

Crie um site gratuito com o Yola.